Vantagens de estudar no exterior

vantagens de estudar no exterior

Vantagens de estudar no exterior para a carreira profissional

Em primeiro lugar, a lista de vantagens de estudar no exterior é realmente extensa: seja para aprender uma nova língua ou para se especializar na sua área de atuação, o contato com uma outra realidade cultural é transformador. Tanto para a sua carreira, quanto para a sua vida pessoal e para o seu crescimento como ser humano.

Entretanto, tudo isso não é apenas conversa. A maior prova do que acabamos de dizer está na história dos grandes líderes do mundo moderno. No Brasil e a nível global também.

Você sabia, por exemplo, que Jorge Paulo Lemann, à frente de impérios como Burger King e Heinz, fez MBA na Universidade de Stanford, nos EUA?

E que o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, iniciou sua formação em escolas locais da Indonésia?

Ou que a ex-presidente da Croácia, Kolinda Grabar-Kitarovic, fez um curso de diplomacia e Língua Alemã na Diplomatic Academy de Viena, na Áustria?

A maior prova de que estudar no exterior é uma vantagem competitiva em qualquer carreira é o fato de que as personalidades que hoje escrevem a história, seja no campo da música, da economia, das artes, da ciência ou da política, já investiram em aprimorar sua formação fora de seus países de origem.

 

Ficou inspirado para conhecer mais detalhes sobre a formação de grandes líderes e explorar as enormes vantagens de estudar no exterior?

Vantagens de estudar no exterior e a história dos famosos

Nesse sentido, não faltam excelentes exemplos de como passar pela experiência de estudar no exterior faz a diferença na vida – e na carreira – das pessoas. Personalidades que ocupam cargos públicos, principalmente na área da diplomacia e da política, já fizeram pelo menos algum tipo de formação ou estudo intensivo de línguas em terras estrangeiras.

A ex-chanceler alemã Angela Merkel sempre foi uma grande estudiosa do idioma russo – e chegou, até mesmo, a competir em uma olimpíada de Língua Russa. Em 1974, ela conseguiu ingressar em um programa de intercâmbio na União Soviética!

Já o presidente da França, Emmanuel Macron, aproveitou a oportunidade que o seu curso de administração na École Nationale D’administration ofereceu e fez um estágio na Embaixada Francesa da Nigéria. Nada como experimentar a diplomacia na prática, não é?

Estudar no exterior exige planejamento

Talvez, diante de tantos exemplos de famosos que estudaram no exterior, você pense: “ok, eu também queria muito realizar esse sonho. Mas está totalmente fora do meu alcance e da minha realidade financeira”.

Nossa dica é: elimine esse pensamento limitante agora mesmo!

No artigo publicado pelo The Pie News, Amy Ruhter McMillan, vice-presidente de marketing da IES Abroad, admite que quando escolas usam celebridades que são suas ex-alunas como estratégia de marketing, isso acaba gerando uma ideia de que estudar fora ou em uma dessas instituições é algo inatingível.

“As pessoas naturalmente acham que há muitas barreiras para estudar no exterior, que é muito caro, ou muito assustador”, enfatiza ela, em entrevista ao site.

Acima de tudo, a grande verdade é que as escolas e universidades têm oferecido cada vez mais oportunidades e parcerias para fomentar a diversidade em seus campi e recepcionar alunos de todos os cantos do mundo – inclusive os brasileiros, é claro.

 

A Global Active Study, agência de intercâmbio 100% digital, também atua com o objetivo de abrir os horizontes dos brasileiros que sonham em fazer um intercâmbio de Línguas ou Especialização em países como Estados Unidos, Canadá, Austrália, Irlanda, Nova Zelândia e, até mesmo, África do Sul!

Nossa equipe trabalha diariamente para viabilizar a experiência do intercâmbio com o melhor custo-benefício ao estudante, negociando diretamente com as escolas.

Quer saber mais sobre o nosso trabalho e as condições especiais para intercâmbio que temos para você?

Entre em contato conosco agora mesmo através do formulário de contato ou do WhatsApp: +44 7540 493549.